• Fotografia
    Como tirar fotos legais com o celular
    16 set 2015
  • Decoração
    Os 5 melhores diys de decoração (vídeos)
    24 fev 2015
  • Feminice
    Meus produtos favoritos da Dresslily
    28 jan 2016
  • 19 fevereiro 2016

    Você é linda do jeito que é

    Foto: Reprodução/Sabias Palavras
    Sim, eu sou magrinha, bem magrinha, daquelas que não tem bundão, coxão e nem peitão. Daquelas que não está no "padrão de beleza brasileiro". Daquelas que todos pensam que não sofre por ser magra - mas, acredite, sofre.

    Só quem é magrinha sabe como é difícil achar uma calça que sirva bem, como é difícil ter vergonha de usar leggin, como é difícil escutar os "apelidos" como "Olivia palito", "magricela", "palmito" e outras coisas do tipo. O quanto é ruim você está comendo chegar aquela tia chata ou talvez um amigo e dizer "pra onde vai essa comida, você não engorda", "se você fizer academia vai sumir", isso não é bom nem um pouco.

    É difícil saber que você nunca terá aquele corpo maravilhoso daquelas atrizes de novela. Mas quer saber? Não precisa, porque você é linda! Nós somos lindas, mesmo com essas "pernas de saracura", e essa coxa fina, você é linda, e não deixe ninguém dizer o contrário.

    Ame-se, curta-se e viva a vida sem olhar e sem ligar para o que os outros pensam, você só tem que ser você mesma e se aceitar do jeito que Deus te fez e ver o quanto seu corpo é perfeito e proporcional a você.

    Se você que está lendo agora, sendo magrinha ou gordinha, saiba que você é linda de qualquer jeito e não se prenda a algo só pelo o que a sociedade fala. Não é preciso ter uma cintura fina, uma barriga definida e nem uma bunda grande pra ser bonita, precisa apenas ser você mesma, ter auto-confiança e mostrar para os outros que você se ama, afinal de contas auto-estima é tudo.

    Já se olhou no espelho hoje e parou pra pensar o quanto você é linda? Não? Então vá pra frente do espelho agora mesmo e se olhe, se ame e seja você mesmo, diga o quanto maravilhosa você é. Sinta quão poderosa é você!

    2 comentários:

    1. Oi, tudo bom?
      Você escreve muito bem... adorei o texto!
      Luh
      mdetalhes.blogspot.com

      ResponderExcluir
    2. Eu sou gorda, mas tenho duas pessoas muito próximas a mim que passam por isso (meu irmão - que, inclusive, tem Hipotireoidismo - e a minha melhor amiga), então, eu sei o que eles passam e já vi que não é fácil mesmo. Por coincidência, ontem surgiu uma discussão em um grupo de blogueiras sobre preconceitos e afins e começaram a apedrejar algumas meninas que se sentiam sufocadas por esse preconceito e a me apedrejar porque eu comentei que acho válido o argumento delas, mas que só dão atenção à outros tipos de preconceitos e tentam anular este porque "magro está no padrão da sociedade e não tem do que reclamar", basicamente. Achei isso ridículo de uma forma que parei de argumentar, porque acho que se alguém me chama de gorda ou te chama de magrela, com uma intenção maldosa, é ofensa sim e um preconceito não anula o outro, mas o pessoal nunca quer olhar para muito além do próprio quintal, o que é triste.

      MAS, preconceitos à parte, concordo 100% com o que você disse, autoestima é tudo e o importante e nós mesmos amarmos o nosso corpo, sem inspirações de padrões. Além do mais, a beleza física não é nada sem a personalidade e sem a autoestima. Somos poderosas sim, independente do "tipo" de corpo que temos <3

      Parabéns pelo texto :]

      ResponderExcluir